História da Câmara

Em 1859, através da Lei nº 12, de março do mesmo ano, o município foi levado á categoria de Villa. Entre as exigências desta lei, estava a obrigatoriedade de se fazer a casa de Câmara a sua custa. Com isso, em 3 de julho de 1859, aconteceu em Indaiatuba, a primeira eleição para vereadores e em 31 de julho desse mesmo ano, foram empossados sete vereadores:

Vicente Ferrer do Amaral, como presidente, José de Sampaio Bueno, Francisco Xavier de Almeida, João Leite de Sampaio Bueno, Francisco Xavier de Almeida Campos. É importante salientar que naquela época, as pessoas com direito a voto precisam comprovar uma renda anual de r$ 100 mil reis ( Cem mil reis ).

Outro dado importante é que a Câmara não possuía um prédio próprio e, durante 10 anos, as reuniões aconteciam nas residências dos vereadores. Somente em 1869, foi comprada uma casa na Rua das Flores, atual Pedro de Toledo, onde funcionava o Paço Municipal.

prefeitura1.jpg

Foto: Prédio da Câmara Municipal e cadeia na atual praça Prudente de Moraes.

Em 1891, a Câmara Municipal de Indaiatuba passou a funcionar em um prédio construído no centro da Praça Prudente de Moraes, onde ficava também a Cadeia. É importante salientar que naquela época, o presidente que era eleito entre os vereadores mais votados e exercia as funções do Executivo, não existindo o cargo de prefeito.

Em 1964, a Câmara passava a funcionar em um prédio na rua Bernardino de Campos. Somente em 1977, o Legislativo foi transferido para o prédio atual da prefeitura municipal e,em 1983 inaugurou sua própria sede, na rua Humaitá, onde está até hoje. O prédio do Legislativo Municipal pode ser considerado hoje, como um cartão de visitas do município de Indaiatuba.